Deixe seu e-mail e faça parte da lista deste blog!

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Primeiro cliente do dia e outras crendices e tradições

Fui ao restaurante que costumo ir logo pela manhã pra tomar um chá quentinho e usar o toalhete "a la franga" como eles dizem (o de sentar, o normal, como nós dizemos).

Quando dei a 1 lira do chá pro garçom que sempre me atende, ele a jogou no chão e eu, com cara de "ué" perguntei pra ele:

- O que aconteceu?

- Siftah parası ... Primeiro cliente do dia. - respondeu, se acocorando e pegando a moeda.

E se não fizer isso não vai entrar mais um tostão furado naquele dia.

E procurando alguma imagem para ilustrar a situação, acabei encontrando uma imagem com a mesma palavra num contexto que é velho conhecido nosso (ou ao menos aos de minha geração): aquela mania ridícula idiota cretina de se pisar no tênis branquinho novinho em folha do amigo. Mostrei a imagem pro meu marido e ele deu risada quando falei que "sim, isso também existe no Brasil". Ao menos no meu tempo (mano, que papo de véia...rs)

"Eduardo você comprou sapato novo pelo menos que a primeira vez seja minha"

A tradução do palavrão em turco representado por a.q. foi vetada pelo meu marido kkk

Eclipse solar e lunar

Antigamente quando esses dois fenômenos ocorriam as pessoas do vilarejo batiam em suas panelas para espantar os maus espíritos.

Kurşun dökmek - a benzedeira turca

A mulher do meio despeja chumbo derretido numa bacia enquanto as outras seguram a toalha aberta sobre a pessoa que precisa dos serviços. Contra doença, mau-olhado e coisas do tipo. Depois do ritual eles rezam e o "doente" deve carregar um pedaço do chumbo (que endureceu a essas alturas) na carteira por 3-4 dias.

Nota: religiosos são contra a prática, que de acordo com eles vai contra as leis de Deus.


Sobre funerais e morte


Algumas são muito semelhantes às que temos no Brasil:

- Se uma coruja ou corvo preto piar em cima de uma casa, naquela casa haverá falecimento;
- Se um cão uiva a noite, haverá falecimento naquela casa ou nas redondezas.
- Cavalo, boi, vaca ou qualquer outro animal doméstico passar a noite agitado: falecimento na família;
- Se a banheira onde foi lavado o morto (antes de seu funeral) não for invertida, mais um baterá as botas;
- Todos os recipientes contendo água da casa de alguém que faleceu devem ser esvaziados - do contrário o anjo da morte pode tocar naquelas águas e decidir encomendar a alma de mais alguém ...
- Sapato emborcado pra cima também chama a morte pra casa...
- A luz deve permanecer acesa por 40 dias após o falecimento de alguém para que sua alma encontre o quarto iluminado quando voltar a casa (de acordo com a crença local a alma leva 40 dias vagando na terra até seguir seu destino...) 


Lembrando que não acredito em nada dessas coisas, somente postei.






Guia de Conversação para Turistas na Turquia

Em 2018, um site para brasileiros e turcos

Em 2018, um site para brasileiros e turcos
Namoro, amizade, casamento ou passatempo: somente o destino pode dizer.