Siga-me no Twitter

Inscreva-se já e receba nosso conteúdo -

Aulas de Turco

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Dica de Saúde - porque saúde vem em primeiro lugar !


https://go.hotmart.com/M5132879T

Olá pessoal,

Falei que nao ia escrever mais por falta de tempo, e juro que nao menti pra vocês. Se estou escrevendo esse post é porque hoje estou com tempo por uma razao meio chata: adoeci de novo. De novo a velha história comida - banheiro - hospital. Mas dessa vez a coisa toda aconteceu dum jeito diferente. Nao foi nada relacionado com comida apimentada (se você acompanha os relatos aqui do nosso blog sabe que eu tenho alergia a pimentas de diversos tipos ...).

Dessa vez vou fazer um alerta sobre o vento e o frio. Nao é superstiçao dos antigos nao meus queridos, numa terra onde cada vento leva um nome, o assunto deve ser levado a sério.



Desde o começo de outubro estou estudando turco em tempo integral, passando a maior parte do dia fora. Procuro me agasalhar bem, mas sempre tem uma janela aberta pra renovar o ar ou aquela ventania na hora da saída que entra até no tutano do osso. E aonde o vento bate, faz estrago.

Dias atras senti dores de cabeça horriveis por causa daquele ventinho da janela atrás de mim na sala de aula. Negociei com os colegas que nao abrissem mais aquela janela (as outras janelas tudo bem, mas aquela trazendo aquele vento gelado na minha nuca nao dá mais ...). O povo entendeu que a única criatura vinda dos trópicos nao iria sobreviver a tais condiçoes (obrigada aos colegas russos e escandinavos pela compreensao).

Dois dias atras a mula manca que vos fala resolveu voltar pra casa a pé, andando pela estradinha nas montanhas e, mesmo com um gorro grosso cobrindo a cabeça nao pode evitar os efeitos dos ventos uivantes. Ontem tomei mais vento ... Depois do curso fui visitar uma amiga no centro e de lá fui no Kahve Dıyarı comer algo enquanto esperava meu marido. Após comer um crepe saboroso, liguei pra minha amiga de Bursa.

E tive que interromper nossa conversa, pois tinha "que visitar o Miguel naquele momento".

E assim foi até chegarmos em casa, até que numa das visitas eu pedi pro meu marido me levar ao pronto-socorro, porque a coisa estava evoluindo muito rápido.

Estou aqui pensando se foi o crepe ou o frio ja havia feito sua parte em meu aparelho digestivo. Frio ? Como assim ??????

Sim meus queridos, friagem aqui nao causa somente gripe nao. Ouvi relatos até de casos de infertilidade por conta do frio. Pé descalço no chao, nem pensar.
No que tange o aparelho digestivo, por experiência própria descobri que friagem:
- da dor de estômago,
- gases no estômago (10 vezes pior do que você virar um copao de Coca-Cola ...)
- solta o intestino - geralmente com fortes cólicas intestinais.

Eu achei que fosse ter um filho ontem ...

Mas agora vem a minha dica de hospital: o Medical Park em Karşıyaka (http://www.medicalpark.com.tr/web/220-22377-1-1/medical_park_-_tr/izmir/menu/iletisim_bilgileri_ve_kroki )

Meu marido usou meu SGK (o Seguro Social, como se fosse İNSS) e pagou 19,00 TL pelo meu atendimento na emergência, que inclui medicaçao via soro e hemograma. Ou seja, de graça se levar em conta o nivel 5 estrelas do hospital.

O médico veio logo e me examinou, realmente deu atençao e escutou minhas queixas. Em menos de 10 minutos a enfermeira já estava ministrando a medicaçao. Sai de lá bem melhor mas ainda dolorida pois as cólicas foram muito fortes mesmo.

Mas eu quero deixar meus parabéns pela excelente atuaçao do meu marido, o Mustafa. Pessoas erram e podem aprender com seus erros. Se, daquela vez em março, em que eu fiquei um dia no hospital ele foi negligente ao cruzar os braços e dizer "o que você quer que eu faça ???" ontem eu vi um outro homem. Um homem atuante, ao invés do banana daquela outra vez ...

- Ficou em cima da enfermeira pra ela usar luvas, e disse que iríamos embora se nao as usasse,
- Ficou em cima do médico, informou sobre minha reaçao alérgica a Plasil,
- Nao permitiu que a enfermeira o tirasse de lá, quando esta informou que somente o paciente deveria ficar no local. Eu intervi e perguntei se ela falava inglês ou português, dae ela mudou de idéia e permitiu que meu marido ficasse.

Meu marido mais uma vez dirigiu igual Vin Diesel em "Velozes e Furiosos". Nota 10 pro meu Mustafa.

Agora gostaria de deixar algumas dicas pra você que mora ou pretende morar em İzmir ou em outra cidade aqui na Turquia (ou mesmo em outro lugar no exterior):

- Sabe aquela medicaçao que te dá alergia ? Procure saber o quanto antes qual o nome que ela tem no país de destino. E informe pras pessoas próximas sobre isso. Ontem meu marido ficou revirando a internet no celular pra achar o nome do componente principal do Plasil ...
- Ensine sua lingua pro seu marido ou tenha o telefone de algum brasileiro que fale a lingua local em caso de emergência. Ontem meu marido estava falando comigo e nos momentos de crise, em meio a tanta dor eu só consegui grunir em português. Ensine o básico pra situaçoes como essa, ele nao precisa estar apto pra ler "Os Lusíadas" mas pra entender palavras como "me ajuda", "está doendo", "estou com febre" etc já ajuda.

Um beijo pra vocês e que Deus sempre lhes dê saúde. Porque saúde vem em primeiro lugar !

Luci

O Segredo Revelado!