Guia de Conversação para Turistas na Turquia

Inscreva-se já e receba nosso conteúdo -

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Homem muda? Muda sim, com jeito e estratégia muda minha filha ...

1 - Situação: marido reclama que você não quer aprender a fazer comida turca, que você não vai na casa da sogra aprender a cozinhar com "a mamãe dele", que você ainda não entendeu que "burası Türkiye"(aqui é Turquia).
Defesa: a comida daqui me mata - vide vários posts anteriores - que eu não vou fazer uma senhora de 71 anos de idade, doente, se ocupar de me ensinar a cozinhar a comidinha que o filhinho tá acostumado a comer. Se ela não estivesse nessas condições ok, até ia lá. E outra: pra depois bater no peito e falar "ela aprendeu TUUUUUDO COMİGO, não, não vou dar esse gosto também não.



Fim de semana passado meu marido resolveu dar um churrasco pra comemorar minha recuperação - é, acho que desta vez eu estive mesmo a beira da morte ... - e convidou nossos amigos. Na noite anterior fomos ao supermercado e perguntei se deveria comprar café turco, pois alguns deles talvez iriam querer depois do churras.

- Pra quê? Já temos café brasileiro em casa!
- Sim, mas esse aqui é turco ...
- Eles têm que entender que a dona da casa é brasileira!


Ele saiu andando na frente, empurrando o carrinho enquanto eu fui sambando atrás. A música que me veio a cabeça foi essa:



Obrigada senhor por mais essa graça.


2 - Situação: marido tem ojeriza por tudo o que provém da culinária japonesa. Sushi? Nem pensar!

Comprei kanikama e comecei a cortar na frente dele."O que é isso?" perguntou. "Caranguejo" respondi."Toma, pega um."
Ele pegou um pedacinho e fez cara de quem gostou muito. "Mas que parte do caranguejo é essa?"."Isso, marido, é como salsinha: as partes todas moídas e socadas nisso aqui.

Devorou boa parte da salada e falou de comprar mais no mercado.


O mesmo aconteceu com a abobrinha, que não comia nem por decreto. Um dia, com a geladeira quase vazia, chequei o google pra saber o que dava pra fazer com abobrinha, tomates e alho. Meu marido chegou em casa e disse: "Nossa, que cheiro bom! O que você tá cozinhando?"
"Cozinhando o que você não come: abobrinha."- respondi.

Quando eu me servi, ele quis um pouco e mais, mais ...
Hoje ele diz que a única abobrinha que ele come é a minha - nem a da mamãezinha dele ele come ...

Segue a receita, super fácil de fazer. Eu não ponho pimenta pelos motivos que todos já conhecem:


Gostosa, fácil de fazer, light e versátil, os predicados desta receita não acabam… Quer mais? É um coringa para quem mora só e tem pouco tempo para cozinhar, basta preparar uma porção grande e deixar na geladeira para consumir ao longo da semana (eu adoro aquecer em uma antiaderente e depois quebrar um ovo sobre ela e comer com a gema mole!).

E apesar do tempo longo de forno, bastam 15 minutos para preparar a receita, depois é só deixar assar enquanto você toma um banho, abre um vinho e relaxa de um dia inteiro entre trabalho e trânsito…

Ingredientes
2 abobrinhas cortadas em rodelas ou no sentido do comprimento
2 tomates cortados em 1/2 rodelas
8 dentes de alho cortados grosseiramente
Azeite (a gosto: mais ou menos light, você decide!)
Sal e pimenta do reino
 trio-ingredientes-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

Modo de fazer
Regue o fundo de um refratário com azeite e nele disponha metade do alho;

Cubra com uma camada de tomate e em seguida uma de abobrinha, novamente alho e assim sucessivamente, alternando camadas.

passo-a-passo-montagem-abobrinha-com-tomate-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

Regue cada camada com o azeite.

Pulverize cada camada com sal e pimenta do reino

Leve ao forno pré-aquecido na temperatura alta, coberta com papel alumínio até que a abobrinha esteja cozida (aproximadamente 20 minutos).

Para saber o ponto, basta abrir uma brecha no alumínio e testar se a abobrinha está cozida com um garfo.

abobrinha-no-ponto-(leticia-massula-para-cozinha-da-matilde)

Retire o papel alumínio e deixe reduzir o líquido até secar. É importante deixar que os ingredientes caramelizem, chegando a um tom de marrom avermelhado (aproximadamente 30-40 minutos), esse processo confere sabor aos alimentos, é ele que vai fazer essa abobrinha ficar d-e-l-i-c-i-o-s-a.

Então, paciência, não vá retirar do forno antes da hora e ficar uma abobrinha branquela e sem gosto no prato!

Ouvi alguém aí perguntando (sempre me fazem esta pergunta): posso substituir as abobrinhas ou acrescentar berinjelas? Sim, pode! Mas faça ao menos uma vez como está aqui, o sabor é muito delicado e eu garanto: você vai adorar.

Bom apetite!

http://www.cozinhadamatilde.com.br/abobrinha-assada-com-tomates-e-alho/


Tem uma série de outros exemplos de mudanças, como o fato dele dividir as tarefas aqui em casa, como o fato dele limpar peixe muito melhor do que eu ... forçar a mudança não é o melhor caminho. Chamá-lo pra junto de mim e fazê-lo participar das minhas atividades foi o caminho que encontrei pra que a mudança acontecesse por escolha DELE, não minha.

Um beijo da Luci

Em 2018, um site para brasileiros e turcos

Em 2018, um site para brasileiros e turcos
Namoro, amizade, casamento ou passatempo: somente o destino pode dizer.