Siga-me no Twitter

Inscreva-se já e receba nosso conteúdo -

Aulas de Turco

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Turcofobia - o que é? Episódios recentes divulgados na mídia

Atenção: esse post não tem a intenção de detonar a imagem do povo turco e nem da Turquia, mas com ele podemos refletir sobre certas reações de estrangeiros quanto aos turcos e principalmente quando falamos "sou casada com um turco" (falo por mim mesma!) já ouvi tanta porcaria de quem nem conhece meu marido boa-praça Mustafa, mas depois da pesquisa que fiz entendi o porquê da reação desse povo.



Olá pessoal!

Me deparei com esse termo - turcofobia - tempos atrás quando pesquisava sobre Turquia. Dois artigos, um em inglês na Wikipedia ( https://goo.gl/43JAjI) e em turco na Vikipedi ( https://goo.gl/UimBQj) discorrem sobre o tema com uma riqueza de detalhes que vou resumir aqui.

Em ambos a definição para turcofobia é a mesma: "intolerância, medo, hostilidade ou racismo contra o povo turco, a cultura turca, o Império otomano e países turcos" - incluindo turcos do Azerbaijão, da Criméia e outras regiões próximas. Na versão em turco ainda é mencionada "turcofobia" como sendo um sentimento contra muçulmanos também, mesclando-se ao termo "islamofobia".

Esse sentimento remonta às invasões bárbaras - onde Hunos e Turcos causavam pavor em toda a Europa. E isso tudo toma forma quando em 1453 - 54 quando foi concebida uma "Missa contra os Turcos". A Queda de Constantinopla (lembra, nas aulas de História?) a Guerra Turca na Europa e a Expansão do Império Otomano acentuaram ainda mais a turcofobia. E as "Missas contra os Turcos" tomavam lugar em outras igrejas na Europa.

O ponto em que elas divergem é quando as diferentes visões de acordo com o país onde a turcofobia é presente em relação aos turcos são listadas: na versão em inglês o Genocídio contra os Armênios é mencionada - na versão em turco, não.

A palavra "Turco" tem sentido de "bárbaro" em diversos idiomas por conta do relatado acima. 

"Tiranos das mulheres e inimigos das artes..." - Voltaire (1694 - 1778)

Na versão em turco consta que no século VI foram impressos cerca de 2.500 livros onde foi imputada a imagem do "turco sedento de sangue" - a Alemanha cuidou da maior parte desse trabalho.

Expressões idiomáticas sobre turcos em alguns países (consta apenas na versão em turco consultada na Vikipedi):

Áustria

"Es ist schon dunkel. Türken kommen. Türken kommen

Está ficando escuro. Os turcos estão vindo. Os turcos estão vindo."

Alemanha

"Enturcalhar" tem sentido de "fraudulento", "fraude"

Armênia

"Parece com uma casa de turco." - ao se referir à uma casa suja e bagunçada.

República do Chipre

"O melhor turco é um turco morto".

Itália

"Xingar como um turco."

"Fumar como um turco."

Lembro que meses atrás essa lista estava mais longa, com outros países. Mas sabe como é: a Wikipedia é pública e até eu colaborava um tempo - quando tinha tempo ! - então modificaram e pode ser que daqui um tempo você acessem esse post e o conteúdo dos links mencionados no começo do post terão mudado.

Fato recente relacionado à turcofobia

Depois da Alemanha, foram os Países Baixos a agir de forma contrária às regras diplomáticas

Clique neste link para ler na íntegra: https://goo.gl/DZz9D5


No programa turco "Öteki gündem" ("O outro diário", em tradução literal) são debatidos temas diversos com especialistas nos assuntos abordados. Em 28 de março de 2017 foi exibido sobre "turcofobia" com a participação do Doutor em História Teyfur Erdoğdu. O vídeo tem 1 hora e 37 minutos mas vale a pena assistir se você fala turco (não, ele não tem legenda em Português ou Inglês até o momento da publicação deste post).




"Para se salvarem da prática presente no tempo do Feudalismo - onde o senhor feudal se deita com a recém-desposada na primeira noite alguns lugares preferiram o domínio otomano ao feudal."


"- Será que essa turcofobia se deve ao medo dos turcos despertarem e tomarem tudo isso aqui de novo?" é uma das questões levantadas no programa.


Entender a dinâmica da turcofobia ajuda-nos a entender a reação desmedida de algumas pessoas contra os turcos. Se eu já passei por isso? Sim.

Tenho contato diário com estrangeiros de outras partes do mundo por conta de pesquisas e estudos e quando falo que sou casada com um turco eu sinto aquele "segundo de silêncio" seguido de um "engolir de saliva" que hoje fazem muito sentido.

Morei em İzmir 3 anos, tinha contato com turcos mas enfim ... meu discurso se torna inócuo diante de um (pré)-conceito.

Beijo da Luci!









O Segredo Revelado!