Guia de Conversação para Turistas na Turquia

Inscreva-se já e receba nosso conteúdo -

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Nihao...................... nihao ma?

Olá pessoal,

O post não tem nada a ver com Turquia diretamente mas tem a ver com o processo - às vezes doloroso - da expatriação.

E tem a ver também com os primeiros passos de alguém que decide aprender um idioma estrangeiro, tanto faz se esse idioma é inglês, espanhol, turco ou...


Chinês

E o que você tem a ver com Chinês, Luci?

Vamos lá: tem um mercadinho aqui perto de casa, onde eu e meu marido (mais ele do que eu) batemos cartão. Os donos e boa parte dos funcionários são chineses, os que estão lá a mais tempo falam bem Português.

Três dias atrás fui lá com o meu marido e vi que tinha uma chinesa, gordinha, de rosto fechado, atendendo o pessoal no caixa. O outro mais velho de casa estava lá, dando apoio.

Cumprimentei-a, e ela nem olhou na minha cara. Daí virei para o outro e perguntei se ela não falava Português. Ele disse que ela havia acabado de vir da China.

Voltei para casa pensando nas trocentas situações semelhantes que eu vivi na Turquia, eu presa na minha redoma invisível da barreira do idioma.

- quantas vezes não quis reclamar e mesmo tendo voz, não fui ouvida?
- quantas vezes não quis sorrir junto à um grupo animado que tomava chá e batia papo e mesmo tendo voz e assunto, fiquei muda?
- quantas vezes mesmo sendo uma pessoa social e comunicativa fiquei isolada em meus pensamentos?

No dia seguinte precisei ir ao mercado, mas antes eu dei uma olhada no youtube, algo como "basic Chinese". Anotei algumas coisas num post-it e fui ao mercado, com meu marido junto. Chegando lá vi uma brasileira no caixa e a chinesa, no canto encostada num balcão estava olhando para o canto quieta com a mesma cara fechada.

Muda, isolada em seus próprios pensamentos...

Fui até sua direção, com meu marido sem entender minha mudança de direção e quando ela ergueu os olhos eu disse:



- Nihao.

Ela arregalou os olhinhos puxados e abriu um sorriso, respondendo "nihao".




Meu marido ficou surpreso!

No dia seguinte ela estava no caixa, e eu a cumprimentei com o "nihao" e ela novamente respondeu sorrindo (nem parecia a mesma moça do primeiro dia!!) e depois agradeci com um "chichi" (a tônica vai na primeira sílaba, não é "xixi" rsrs) e ela respondeu sorrindo um sei-lá-o-quê que pretendo aprender nas minhas próximas incursões no mandarim online....


Moral da história:

Pra quem está aprendendo um novo idioma - ou o primeiro - não fique constrangido em falar em língua estrangeira, não se sinta ridículo por isso. Esse é um bloqueio natural em quem não está habituado a se comunicar em língua estrangeira. Fale, fale sem medo de errar! O "velho guerreiro" já falava "quem não se comunica se estrumbica" (os mais novos talvez não entendam essa frase então consultem o tio Google).

Qual a sensação? De um abra-te sesamo! (porque você fala as palavrinhas mágicas e vê o resultado daquilo na pratica). Seja pedindo um copo de chá em Istambul, um café nos EUA ou dando um bom dia em Tóquio.

A sensação é de inclusão e de incluir.

E pra quem quiser aprender Turco, fale com meu marido Mustafa (damos aulas em dupla via Skype) através do e-mail mkoslu@hotmail.com.



Obrigada por ler este post, quero dizer    感謝您閱讀這篇文章   :-)

Em 2018, um site para brasileiros e turcos

Em 2018, um site para brasileiros e turcos
Namoro, amizade, casamento ou passatempo: somente o destino pode dizer.